Amplie suas fontes de receita com as vendas online

jan 12, 2021 | Venda Online | 0 Comentários

Em função das mudanças nos hábitos de compra da maioria dos consumidores brasileiros, as vendas online se tornaram uma tendência na diversificação de canais de vendas e são consideradas essenciais na ampliação de fontes de receita para diversas empresas.

Essas constatações ficam bastante evidentes com base nos dados divulgados pela pesquisa e-bit/Nielsen realizada em 2020, que demonstrou que o setor de e-commerce recebeu 90.8 milhões de pedidos no 1º semestre do ano, uma alta de 39% em comparação ao mesmo período do ano anterior.

Com o sucesso crescente das vendas online, muitas empresas encontraram, nesse sistema, um excelente canal para aumentar sua lucratividade. Porém, esse modelo também exige alguns cuidados e conhecimentos específicos sobre o funcionamento da operação.

O que preciso saber para vender online?

Primeiramente, você precisa definir o que vai vender online. Um erro muito comum de comerciantes digitais é a tentativa de abraçar o mundo e não segmentar o seu mercado de atuação. A dica é tentar focar o máximo possível em um nicho específico de produtos. Isso permitirá que você enfrente menos concorrência e tenha mais facilidade para montar sua estratégia de vendas. É fundamental definir claramente o que será vendido.

A maioria dos produtos de nicho costuma resolver um problema que clientes específicos estão enfrentando. Uma maneira simples de descobrir quais são esses produtos é divulgá-los nas redes sociais e acompanhar o feedback dos consumidores. Porém, existem ferramentas especializadas que podem ser mais práticas e rápidas para definir seus produtos de nicho.

O Google Trends é uma destas ferramentas. Esse mecanismo de pesquisa disponibiliza os resultados de sua pesquisa através de uma análise sobre frases-chave mais buscadas pelos pesquisadores. Nesse contexto, é possível, por exemplo, identificar produtos de nicho que têm menos concorrência.

Quando você pensa em vender produtos que são difíceis de serem encontrados nas pesquisas do Google Trends, você estará restringindo suas ações a um público bastante específico, que não é contemplado pelas grandes lojas virtuais já existentes no mercado e isso reduz, consideravelmente, sua concorrência.

Além disso, o Google Trends classifica o interesse de determinadas palavras-chave por região e essa funcionalidade é excelente para identificar seu mercado-alvo por região. Outra funcionalidade fundamental desta ferramenta é o fato dela fornecer perguntas e tópicos relacionados com suas pesquisas, que podem auxiliar a definir, mais claramente, o público e os produtos que você pretende vender.

Outras ferramentas que também podem ser utilizadas com a mesma finalidade do Google Trends são: SemRush, a ferramenta de pesquisa de palavras-chave da Moz, Ahrefs, Ubersuggest e o planejador de palavras-chave do Google.

Após definir o que vender, está na hora de saber para quem vender.

Defina o seu público

Depois de definir o que será vendido, é interessante fazer um estudo de público-alvo. É preciso entender exatamente quem se interessaria por seus produtos e o que seria necessário para você chegar a esse público. Assim como na dica anterior, quanto mais aberto for o seu foco para público, mais dificuldade você terá para realmente gerar interesse.

Defina o canal de vendas

O próximo passo é entender onde seus produtos serão vendidos. Hoje existem basicamente duas opções diferentes para isso: site próprio (host) ou marketplace (host plataforma)

e ambos trazem vantagens e desvantagens. Cabe a cada empresa entender qual é a sua necessidade e o tamanho de sua operação.

Uma plataforma host (marketplace) já tem a hospedagem incluída para você e essa hospedagem é na nuvem. Isso mantem todos os arquivos do site seguros e garante velocidade no processamento dos dados.

Quanto se escolhe um host (loja própria), as coisas são um pouco mais complicadas, mas muitas vezes lhe dão mais controle e flexibilidade em termos de design. Alguns dos maiores sites de comércio eletrônico do mundo utilizam esse sistema.

Veja abaixo, um resumo das principais características dos dois sistemas:

Hospedado (plataforma host)

É como alugar um espaço para vender seus produtos (você paga uma taxa mensal);

Você não precisa pensar em hospedagem, já que tudo é dado a você, na verdade, todos os recursos, modelos e ferramentas são fornecidos no custo mensal.

Auto-hospedado (host)

Você possui tudo e tem controle total;

Você precisa encontrar, gerenciar e pagar pelo seu próprio host e domínio;

Esta rota nem sempre é a melhor para iniciantes em vendas online.

Atenção às necessidades do consumidor

Antes de comprar nas lojas físicas, os consumidores pesquisam produtos na internet. Por esse motivo é importante que os lojistas conheçam os valores praticados no mercado.

Habilidade em vendas na internet

Para atuar nas vendas online é necessário comparar, analisar e definir claramente os preços de cada produto a ser disponibilizado. Quanto maior a gama de produtos oferecidos, maior será o trabalho a ser realizado.

Portanto, é necessário compreender como realizar a precificação inteligente, posicionando produtos em concordância com as necessidades do mercado, além de conhecer processos inteligentes para o acompanhamento das mudanças de estoque.

Catalogação de produtos

Se seu produto for catalogado de forma errada, com excesso ou ausência de informações, o cliente tende a procurar lojas mais confiáveis que a sua. Além disso, a apresentação da imagem e o texto descritivo, impactam bastante na motivação de compra do consumidor. É preciso saber apresentar o produto para não perder clientes.

Marketing digital

O marketing é o principal agente na comercialização de produtos e serviços na internet. Saber escolher as palavras-chaves mais relevantes a serem utilizadas nos títulos e descrição do anúncio de seu produto nas lojas online, para que os mecanismos de busca na internet, como o Google, os encontrem rapidamente.

Investir em marketing digital e alinhar os produtos com e-mail marketing e postagens em redes sociais é fundamental para aumentar a lucratividade da sua empresa. Conheça alguns destes canais:

E-mail Marketing

É uma das maneiras mais eficazes de comercializar seus produtos. Esse canal de venda visa gerar aumento no tráfego orgânico do seu site e hoje é muito fácil gerenciar uma lista de assinaturas por email. Você só precisa escolher as ferramentas adequadas.

Redes Sociais aliadas às vendas online

Esses canais ajudam o varejista a criar anúncios que convertem leads em vendas reais. Você pode comercializar seus produtos populares conectando sua loja online a esses canais.

As redes sociais, como Facebook e Instagram, têm opções de segmentação nas quais você pode definir seus anúncios para serem vistos por um tipo específico de informações demográficas. Com essa estratégia em mãos, você pode colocar um orçamento para anúncios pagos e enviar campanhas aos seus assinantes de email ou aos visitantes frequentes do seu próprio site.

Search Engine Optimization (SEO)

Defina as principais palavras-chave de seu produto e atraia clientes com o apoio dos principais buscadores online como Google e Bing aos seus anúncios em marketplaces.

A correta utilização de palavras-chave mesmo dentro de uma loja online de terceiros, como Magalu, Lojas Americanas e Leroy Merlin, é fundamental para o sucesso das suas vendas: afinal o título e a descrição do produto devem ser claros, afinal, como os consumidores serão capazes de encontrá-los meio a infinidade de produtos ofertados?

Também não se esqueça de inserir os detalhamentos técnicos e medidas de cada produto. A maioria dos consumidores procura outro vendedor se encontrarem o produto desejado num anúncio que não informa as dimensões dimensões ou a voltagem do produto que está sendo comercializado.

Confira os exemplos:

Anúncio sem quaisquer dimensões físicas do produto

Produto com tabela descritiva completa

Note também como a ausência de informações impacta na avaliação do produto.

Eficiência na logística

Os consumidores são extremamente ansiosos para o recebimento dos produtos comprados virtualmente. Assim, quanto maior a agilidade e a segurança dos sistemas de distribuição e entrega do seu site, mais confiança sua marca adquire no mercado e mais clientes são atraídos para sua loja virtual.

Conclusão

A internet é uma ferramenta muito poderosa para vendas. Por ser, atualmente, cada vez mais acessível, as possibilidades de sucesso são grandes.

Estar atento aos diversos detalhes para a criação de lojas virtuais, conforme o que foi apresentado nesse artigo, é um ótimo caminho para começar bem sua aventura no mundo digital, mas, é a experiência positiva do consumidor com sua loja que vai definir se ele vai se tornar um cliente potencial e se vai consumir seus produtos frequentemente.

De qualquer forma, cabe a cada empreendedor estar sempre se informando sobre quais são os melhores caminhos para ampliar suas vendas, a cada dia.

Busque posts por categoria

Sua empresa já investe em marketplaces?

Sua empresa já investe em marketplaces? O que esse mercado reserva às empresas interessadas

Preencha e receba o ebook gratuito:

Recomendados

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ficou com alguma dúvida?

Preencha o formulário e fale com nossos especialistas, ou contate-nos através dos meios abaixo:

+ 55 19 2121-0060

Caso já queira iniciar o processo de integração, clique no botão:

Pin It on Pinterest