A importância dos gateways na comercialização virtual de produtos

fev 8, 2021 | Segurança, Venda Online | 0 Comentários

Comercializar produtos na internet já se tornou algo frequente no dia a dia da maioria dos comércios. Porém, dificilmente paramos para pensar em todo o processamento de dados que ocorre, em um simples processo de compra e venda na internet.

Esse tipo de informação só passa a ter importância, a partir do momento que somos lesados comercialmente, ou quando nossos dados pessoais e bancários vão parar nas mãos de pessoas mal intencionadas, que resolvem cometer crimes virtuais com esses dados.

Portanto, quanto mais bem informados estivermos sobre troca eletrônica de dados, antes de começarmos a comprar e vender produtos na internet, melhor. Nesse artigo vamos tratar de um assunto bem básico sobre troca eletrônica de dados, mas de enorme relevância como conhecimento, para não cairmos nas mãos de hackers ou pessoas mal intencionadas. O tema desse artigo é “gateways”.

O que é um gateway?

Primeiramente, “gateway” é um termo da língua inglesa que significa, simplesmente, “porta de entrada”, “portão” ou “portal”. Com isso em mente, podemos dizer que a função de “porta sde entrada” ou gateways é servir de separação, intermediário ou passagem entre dois ou mais ambientes diferentes.

Assim, o termo gateway, no contexto da internet e das configurações de conexão, se refere exatamente às ferramentas que funcionam como intermediárias na troca de informações entre dois ou mais dispositivos diferentes, que se conectam por meio de uma rede de dados.

Para realizar de forma eficiente essa troca eletrônica de dados, um gateway desempenha diversas funções. As principais são: controlar o tráfego de dados (pacotes de informações), traduzir protocolos para decodificar informações de uma rede para outra e fornecer recursos e segurança nos processamentos eletrônicos. Desse modo, os gateways são essenciais para a interconexão entre redes e para a segurança das informações.

A importância dos gateways na comercialização virtual de produtos

Como o gateway funciona?

Todo dispositivo que utilizamos para acessar a internet possui um IP, isto é, uma identificação ou um “endereço” do aparelho dentro da rede eletrônica de dados. Para conectar esse dispositivo a outros, usando uma rede de internet para trocar informações, é necessário um gateway que faça a intermediação entre os IP’s destes dispositivos. Dessa forma, os gateways organizam o tráfego entre os IP’s e a rede de internet, decodificando pacotes de dados e protegendo informações de ambos os lados.

Imagine, por exemplo, que uma máquina de IP 199.000.123.0.0 deseja estabelecer uma comunicação através de uma rede de internet com outra máquina de IP 123.312.555.0.0. Como os endereços de IP são diferentes, não é possível que um tenha acesso direto às informações do outro. Portanto, é necessário um intermediário (“gateway”) para decodificar as informações e organizar o tráfego.

Nesse caso, a informação fornecida por um IP chega ao gateway, é codificada e enviada em um pacote para a rede. Com isso, o IP na outra ponta pode, através da rede, encontrar esse pacote de informações, que será baixado e decodificado pelos gateways para então ser acessado por esse outro endereço de IP.

Colocando em prática o que você aprendeu

Passando essas informações para a prática das vendas virtuais em nosso dia a dia, podemos dizer que quando compramos determinado produto na internet através de um smartphone, por exemplo, estamos compartilhando o endereço desse dispositivo móvel com outro dispositivo conectado à internet, que fornece os produtos para comprarmos e isso ocorre através de um gateway, que possibilita a troca de dados eletrônicos, que pode estar por exemplo em uma loja virtual de uma empresa ou em um marketplace, que reúne diversos fornecedores de produtos em um mesmo espaço.

Se os gateways utilizados nesse processo são seguros e confiáveis, as trocas eletrônicas de dados não são prejudiciais para o comprador nem para o vendedor, porém, se não existe confiança e segurança nessa simples transação comercial eletrônica, isso pode dar muita dor de cabeça para os usuários envolvidos.

Por isso, na hora de adquirir ou vender produtos na internet, é importante realizar os procedimentos em sites confiáveis e seguros para que o relacionamento comercial seja duradouro e para que todos os envolvidos se beneficiem desse tipo de relacionamento comercial.

Portanto, se a partir de hoje você for adquirir produtos na internet, ou mesmo tentar vender algo virtualmente, não se esqueça de buscar informações sobre o gateway que estará realizando suas transações eletrônicas. O sistema precisa ser confiável e oferecer total segurança no processo.

Para saber mais sobre segurança de informações nas vendas online, leia nosso artigo sobre assunto.

Busque posts por categoria

Sua empresa já investe em marketplaces?

Sua empresa já investe em marketplaces? O que esse mercado reserva às empresas interessadas

Preencha e receba o ebook gratuito:

Recomendados

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Ficou com alguma dúvida?

Preencha o formulário e fale com nossos especialistas, ou contate-nos através dos meios abaixo:

+ 55 19 2121-0060

Caso já queira iniciar o processo de integração, clique no botão:

Pin It on Pinterest